Blogdopa | homem é preso ao pedir dinheiro para devolver cão perdido no DF

0
97

Cachorrinha da raça chihuahua estava desaparecida havia três dias. Homem pediu recompensa, mas tutora acionou a PCDF para buscar a cachorra.

Três dias após perder o cachorro da raça chihuahua, a cerimonialista Joyce Albuquerque, 34 anos, passou por momentos de tensão, mas conseguiu recuperar a cadela Pandora nessa quarta-feira (2/2), no Paranoá, com a ajuda da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF).

Um homem encontrou a cachorrinha no domingo (30/1) e, ao ver um banner com foto do animal perdido, nessa quarta-feira, ligou para a dona e pediu recompensa para devolver o bicho. Desconfiada, a moradora do Setor de Mansões do Lago Norte acionou a 6ª Delegacia de Polícia (Paranoá) para buscar Pandora.

“Como ele perguntou se tinha resgate, poderia ser golpe, pois eu estava disposta a dar o valor. Acionei a polícia enquanto falava com ele, e eles foram direto para a casa do suspeito”, conta Joyce.

“Como ele perguntou se tinha resgate, poderia ser golpe, pois eu estava disposta a dar o valor. Acionei a polícia enquanto falava com ele, e eles foram direto para a casa do suspeito”, conta Joyce.

De acordo com o delegado Ricardo Vieira, da 6ª DP, o homem, que não teve a identidade revelada, permitiu que os policias entrassem na casa dele para resgatar a cachorra, mas acabou preso por ter enviado mensagens de um celular roubado.

“Achamos estranho uma cachorra do Lago Norte ter parado no Paranoá. A gente não sabe até onde iria a conversa sobre o resgate, pois nós interrompemos. Antecipamos, localizamos o alvo e batemos na porta dele. O suspeito permitiu que nós estrássemos para pegar a cadela, mas percebemos que o celular do homem era produto de roubo, e ele foi preso”, explicou o delegado.

Resgatada pelos policiais, a cachorrinha não sofreu ferimentos e encontra-se saudável. Agora, Joyce revelou ao portal que o coração está tranquilo por toda a ajuda recebida.

“Ela está muito assustada. Afinal de contas, nunca ficou longe de casa. Ela dormiu comigo para matar a saudade. O coração é só gratidão”, comemora.

Blogdopa e os previlegios da PCDF.