Blogdopa, PCDF prende responsável por roubo de cargas no DF

0
267
As mercadorias eram, na sua maioria, vendidas em comércios legalizados em diversas regiões administrativas do DF e entorno
A Corpatri, da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), através da Divisão de Repressão a Furto e Roubo de Cargas (DRLC) cumpriu, nesta quarta-feira (14), seis mandados de prisões preventivas em desfavor de um grupo criminoso especializado no roubo de cargas no Distrito Federal (DF).
As mercadorias eram, na sua maioria, vendidas em comércios legalizados em diversas regiões administrativas do DF e entorno. As prisões são consequência de desdobramentos da operação Celare, deflagrada no início de 2020, resultando na prisão de 15 pessoas e diversas buscas domiciliares.
O grupo agia com extrema violência e usava armas de fogo e aparelho bloqueador de sinal para dificultar qualquer tipo de localização da carga e do caminhão através do GPS. Um dos crimes identificados pela delinquência estruturada foi um roubo de carga de uma empresa fabricante de cervejas e refrigerantes, ocorrido no dia 24/08/2019, na Via EPIA, próximo ao Park Shopping/DF, avaliada em R$ 39.958,47. Medidas judiciais foram solicitadas, o que confirmou o crime.
O grupo atuava de forma estável e permanente e a divisão de tarefas dos criminosos era bem definida. O chefe da organização participava dos roubos, revendas, contratação de terceiros para descarregar/carregar as cargas e divisão dos lucros. Ao final, comprava diversos bens com o proveito do crime. Os outros comparsas ajudavam o chefe do grupo a realizar locações de galpões, identificação de receptadores e transporte. O grupo foi responsável, no mínimo, por nove crimes de roubo, receptação e uma tentativa de homicídio.
Numa dessas oportunidades foi ocultada uma carga de cerveja (100 caixas)”. O grupo responderá por roubo praticado por duas ou mais pessoas com emprego de arma de fogo e restrição de liberdade da vítima. As penas podem ultrapassar 10 anos de reclusão.

 

Blogdopa, o Portal Alfa o fogo das notícias ao seu alcance e a fonte da PCDF