Blogdopa | Mãe de homem morto após tentativa de estupro em sexshop: “Mataram ele”

0
1700

Jefferson Ribeiro Dias foi imobilizado por moradores do Riacho Fundo II quando atacava uma mulher.

A morte de  Jefferson Ribeiro Dias, de 34 anos, imobilizado por populares após bater na dona de um sexshop e  tentar estupra – la na tarde de quinta feira (10/3), no Riacho Fundo II, foi presenciada pela mãe dele.

A mulher, de 62 anos, contou ter “suplicado” para que o filho parasse de apanhar. “Vocês estão matando ele”, disse.

O acusado pelo crime sexual acabou imobilizado por pessoas que ouviram gritos de desespero da empresária. Alguns homens entraram no estabelecimento e contiveram Jefferson.

Jefferson era vigilante, mas estava afastado das funções devido à dependência em cocaína. Ele teria sofrido parada cardiopulmonar e morrido logo após ser supostamente espancado. Segundo a irmã do suspeito, ela e a mãe também acabaram agredidas na tentativa de intervir no linchamento.

“Ele era usuário havia seis anos, mas era pessoa tranquila, nunca havia agredido ninguém, nem a família”, revela a irmã Amanda Ribeiro Dias Silva, 26. Segundo a jovem, sempre que Jefferson fazia uso da droga, apresentava síndrome do pânico. “Tanto que ele não reagiu”, frisa.

Jefferson morava com os pais e as irmãs. Na quinta, ele teria atendimento no Centro de Atenção Psicossocial (Caps). “Ele saiu de casa cedo para ir numa consulta. Deram 13h e ficamos preocupados, pois meu irmão não tinha chegado ainda.

Foi então que uma moça me ligou desesperada falando que o Jefferson estava sendo espancado pela população”, explica a familiar.

“Não respeitaram o momento da nossa dor. Ele já estava desacordado, e um rapaz ficou com o joelho em cima do pescoço dele. Mandou sairmos e falou que ele estava muito bem”, lamenta Amanda.

Até a última atualização desta reportagem, o portal não havia conseguido localizar o homem que imobilizou Jefferson com um dos joelhos. O caso é investigado pela 29ª Delegacia de Polícia (Riacho Fundo I).

Blogdopa e os previlegios da PCDF.