Blogdopa | Homem que invadiu casa e esfaqueou 4 mulheres e criança agiu por ciúme

0
140

Das cinco vítimas, três deram entrada em hospitais do Distrito Federal em estado grave, inclusive a criança, de 8 anos. Acusado está preso.

homem de 35 anos que invadiu uma casa, em Samambaia, e esfaqueou quatro mulheres e uma criança agiu por ciúmes, segundo as vítimas. De acordo com o Corpo de Bombeiros do Distrito Federal (CBMDF), Adenilson Santos Costa, preso pela Polícia Militar do DF (PMDF), é marido de Eudicilene de Sousa Barros. Ela está entre as vítimas esfaqueadas. Três delas deram entrada em hospitais em estado grave.

 

O crime ocorreu na noite desse sábado (6/2) na QR 409. Quando policiais do Grupo Tático Operacional do 11º Batalhão (Gtop 31) chegaram ao local, encontraram três vítimas no chão e duas feridas dentro de casa. Os militares acionaram o Corpo de Bombeiros e o Samu para prestar socorro.

As mulheres têm entre 33 e 54 anos, e a criança, 8. Segundo informações preliminares, quatro delas são da mesma família. Ana Paula Paraguai, 33, levou uma facada no membro superior direito e teve escoriações pelo corpo. A irmã dela, Adélia Paraguai, 36, teve perfurações no abdome, no membro superior esquerdo e escoriações pelo corpo. A mãe delas, Eunice Maria, deu entrada no Hospital Regional de Taguatinga (HRT) com ferimentos graves e seguiu para o centro cirúrgico.

 

A criança, filha de Adélia e neta de Eunice Maria, também gravemente ferida, deu entrada no HRC com perfuração no abdome e suspeita de hemorragia interna.

Eudicilene de Sousa Barros, 50, conhecida da família e casada com o agressor, teve ferimentos graves no abdome e deu entrada na sala de cirurgia do Hospital Regional de Ceilândia (HRC) durante a madrugada deste domingo (6/2).

O acusado acabou preso a poucos metros do local do crime. A faca usada para agredir as mulheres estava ao lado de uma das vítimas.

A Polícia Militar conduziu o agressor para a 26ª Delegacia de Polícia (Samambaia). Ele vai responder por tentativa de homicídio, lesão corporal e Lei Maria da Penha.

Blogdopa e os previlegios do CBMDF.