Blogdopa | Cientista relata abordagem de negacionista em shopping: “Assassina”

0
109

Denise Garrett afirmou que estava em centro comercial de Brasília e sofreu investidas de homem, sem máscara, por defender a vacina.

A cientista e médica epidemiologista Denise Garrett, conhecida internacionalmente pela atuação da área de pesquisas de saúde, afirmou, nesta terça-feira (25/1), ter sido abordada em shopping de Brasília, quando foi chamada de “assassina” por um homem sem máscara, o que é proibido na capital federal.

Sem citar o centro comercial, a pesquisadora relatou que o negacionista afirmou que ela seria a responsável pela morte de crianças que estão sendo vacinadas contra a Covid-19.

“Hoje, em um shopping de Brasília, um senhor (sem máscara) me chamou aos brados de “assassina, assassina”, porque estou ‘matando crianças com a vacina’. Por morar fora do Brasil, estou protegida dessas loucuras. Mas me pergunto a que ponto chegamos na oposição à ciência e aos cientistas do país”, desabafou a cientista.

Ex-integrante do Centro de Controle de Doenças do Departamento de Saúde dos Estados Unidos, Denise Garrett mora, atualmente, em Washington, capital norte-americana.

Hj em um shopping de BSB, um Sr. (sem máscara) me chamou aos brados de “ASSASSINA” “ASSASSINA”, pq estou “matando crianças c a vacina”. Por morar fora do BR estou protegida dessas loucuras. Mas me pergunto a que ponto chegamos na oposição à ciência e aos cientistas do país.
Blogdopa o jornalismo verdade.