Blogdopa | PM de Minas aponta arma para morador do DF dentro de elevador

0
76

Caso aconteceu no Hotel Casa da Madeira, em Caldas Novas, a cerca de 300km do Distrito Federal.

Um policial militar de Minas Gerais, lotado em Paracatu (MG), apontou a arma para um homem dentro de um elevador do Hotel Casa da Madeira, em Caldas Novas (GO).

De acordo com a Polícia Civil da cidade goiana, o caso aconteceu porque a vítima teria questionado sobre o limite de pessoas dentro do elevador, em respeito às regras sanitárias impostas para evitar a propagação da Covid-19.

a vítima, que mora no Distrito Federal, Bruno Eduardo Rodriguez, de 40 anos, relatou que estava dentro do elevador com o sobrinho de 5 anos e um outro adolescente, de 14, quando o equipamento foi acionado até o subsolo e o PM, acompanhado pela esposa e o filho, entrou no local.

Neste momento, Bruno diz ter alegado que havia somente quatro adesivos  tipo “pegadas” no chão do elevador  e que, ao fechar a porta do equipamento, ele questionou o PM sobre respeitar o limite de pessoas no ambiente.

A esposa do PM entrou na conversa e teria respondido que o comunicado na parede do elevador indicava capacidade máxima para oito ocupantes. Bruno a chamou de mal educada.

Imagens obtidas pelo circuito interno do hotel registraram a ação. O PM agarra a camiseta da vítima, saca a arma e a aponta para o peito de Bruno.

Ainda segundo consta na ocorrência, o PM teria dito para a vítima: “Respeita a minha mulher. Quem você pensa que é? Tá pensando que você está falando com quem?”, descreve o boletim.

Bruno não reagiu à ação e apenas levantou as mãos e calou-se. Logo depois, o elevador parou no 2º andar e a família saiu.

A Polícia Militar de Goiás (PMGO) foi acionada e, ao chegar ao estabelecimento, o policial tentou fugir pela garagem. Ele foi impedido pela direção do hotel, que fechou o portão do local para que a PMGO fizesse a abordagem.

A ocorrência aponta que o policial também reside no Distrito Federal, em Vicente Pires.

O boletim foi registrado na Delegacia de Polícia de Caldas Novas (GO), como ameaça. As imagens do circuito interno do hotel também foram disponibilizadas para averiguação e investigação da corporação.

Blogdopa e os previlegios da PMGO.