Blogdopa | Número de casos da gripe H3N2 sobe para oito no Distrito Federal

0
67

 Segundo a pasta de saúde, cinco pessoas precisaram de internação. A campanha de vacinação contra o vírus influenza continua no DF.

Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES-DF) divulgou, nesta segunda-feira (3/1), um aumento no número de casos confirmados da gripe H3N2. Até o momento, a capital do país registrou oito casos do vírus influenza, sendo três de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) confirmados, como influenza A H3N2 e cinco não subtipados.

Deste total, cinco pessoas precisaram de internação hospitalar. Segundo a pasta de saúde, o número de casos da doença tem se mantido dentro do esperado.

“A vigilância da influenza no Brasil e no Distrito Federal ocorre por meio do exame RTq-PCR de secreção de Swab nasofaríngeo para pesquisa do vírus, realizado em unidades sentinelas de Síndrome Gripal (SG) e nos casos hospitalizados por SRAG, que devem ser notificados no Sivep-Gripe”, explica a enfermeira Cleidiane Carvalho, da área técnica de influenza da Gerência de Vigilância Epidemiológica das Doenças Imunopreveníveis e de Transmissão Hídrica e Alimentar.

Testagem no DF

As amostras coletadas nos pacientes com quadro de SRAG hospitalizados na rede pública do DF são encaminhadas ao Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen). Alguns hospitais da rede particular também fazem o exame, ou podem encaminhar as amostras para processamento no Lacen.

O DF conta com oito unidades que fazem a testagem por amostragem de casos com sintomas gripais, conforme preconizado pelo Ministério da Saúde: UBS 2 Asa Norte, UBS 12 Ceilândia, UBS 1 Paranoá, UBS 5 Planaltina, UBS 12 Samambaia, UBS 1 Santa Maria, UPA Núcleo Bandeirante e Hospital Brasília.

De acordo com a SES, o tratamento para a influenza é o mesmo: muita hidratação, repouso e boa alimentação. O uso de fosfato de oseltamivir, mais conhecido como Tamiflu, é indicado somente para pacientes com casos clínicos agravados, quando orientados pelo médico. O medicamento é entregue nas unidades básicas de saúde mediante receita.

Campanha de vacinação

Os postos de saúde retomaram, nesta segunda-feira (3/1), a campanha de vacinação contra o vírus influenza. As doses estão disponíveis para toda a população acima de 6 meses. A imunização atingiu 90,99% da cobertura vacinal, segundo a Secretaria de Saúde. Até o momento, no entanto, os principais grupos prioritários não atingiram a meta de 90%.

A secretaria reforça que a vacinação é a forma mais eficaz para prevenir a infecção pelo vírus influenza, causador da gripe. O imunizante garante proteção contra os vírus influenza A H1N1 e H3N2 e influenza B. De acordo com a pasta, o DF recebeu cerca de 1,1 milhão de vacinas.

Veja onde se vacinar:

Blogdopa e os previlegios da SES.