Blogdopa | Procura-se uma mala: brasiliense faz campanha para encontrar bagagem

0
62

Durante conexão em Guarulhos, Leandro Fernandes teve a bagagem de mão confundida com a de outro passageiro, que carregava mala igual.

Viagens de Ano-Novo costumam ser motivo de alegria para quem vai passar a virada em outra cidade. Porém, para Leandro Lucas Fernandes, 32, a ida para Florianópolis (SC) se tornou uma dor de cabeça. O morador do Distrito Federal está em busca da bagagem de mão, trocada durante conexão no Aeroporto Internacional de Guarulhos (SP).

Segundo o empresário, em 28 de dezembro, ele embarcou no Aeroporto de Brasília, com destino ao sul do país. O passageiro conta que carregava apenas bagagens de mão, sendo uma mala pequena branca, com detalhes em preto, e uma mochila. No momento em que o avião da Latam fez a escala em SP, todos os passageiros se levantaram e houve aglomeração dentro da aeronave.

Sem perceber, um outro passageiro pegou a mala branca de Leandro, que estava no bagageiro em cima dele. Quando o empresário procurou pela bagagem, encontrou uma similar no avião, mas logo identificou que não o pertencia, pois o objeto tinha um cadeado.

O brasiliense ainda tentou procurar em meio aos outros passageiros quem poderia estar com a mala, porém, não teve sucesso na busca. De imediato, ele buscou informações com os funcionários da companhia aérea que o informaram não se responsabilizar por bagagens de mão, uma vez que seriam de cuidado do próprio cliente.

Ainda assim, Leandro relata que buscou um guichê de atendimento da Latam no aeroporto paulistano, antes de embarcar para Floripa. No terminal, ele registrou a troca da mala e deixou o pertence da outra pessoa no local.

Ao chegar no destino final, ele procurou novamente um terminal da empresa para saber se alguém tinha encontrado a bagagem. “Os funcionários me disseram que, por se tratar de uma conexão, tinham pessoas viajando para diversos estados, inclusive outros países, e eles não tinham como acessar registros de perdas de mala em outros aeroportos”, detalha.
De acordo com o passageiro, na mala continham itens de higiene pessoal, roupas novas, uma garrafa de bebida avaliada em R$ 100, uma caixa de som, que custa em torno de R$ 800 e, também, alguns remédios que ele usa para controlar o diabetes. “Tive que comprar algumas coisas para conseguir passar a virada do ano aqui, pois só volto para casa em 2 de janeiro”, conta.

Para tentar encontrar o paradeiro da bagagem, Leandro divulgou nas redes sociais, com a ajuda de amigos e familiares, o sumiço da mala. Ele alega ter dificuldade para conseguir informações com a Latam.

“Eu tento falar com a central de atendimento por telefone, mas eles só me orientam a ir ao aeroporto de desembarque. Porém, já fui diversas vezes e a empresa não me orienta como devo proceder”, lamenta.
Como forma de tentar solucionar o problema, ele registrou um boletim de ocorrência na 10ª Delegacia de Polícia (Lago Sul) e pretende enviar uma liminar à Latam, para que eles rastreiem onde pode estar a mala desaparecida. “Parece que para eles é indiferente o que está dentro do avião como bagagem de mão. Não consigo ter acesso ao sistema para localizar minha bagagem”.

  • Quem tiver informações sobre o paradeiro da mala, pode entrar em contato com o empresário pelos telefones: (61) 98598-6859/ (61) 8291-5530.

O que diz a Latam
Procurada pelo Portal, a companhia área informou em nota que “as bagagens de mão são de responsabilidade dos passageiros. Nestes casos, a companhia recomenda que o passageiro entre em contato com a equipe da LATAM nos balcões ou portões de embarque do aeroporto até 7 dias após a viagem, para relatar o ocorrido e recuperar os pertences o mais rápido possível”.

A empresa disse “manter contato com o passageiro mencionado e apura se houve uma comunicação e devolução da bagagem de mão trocada por outro passageiro nos aeroportos de conexão e de destino final da viagem”.

Blogdopa o jornalismo verdade.