Blogdopa | Ibaneis participa do Natal dos Catadores na Cidade Estrutural

0
60

O complexo ocupa uma área de 80 mil m² na Cidade Estrutural e compreende duas centrais de triagem e reciclagem (CTRs) e uma Central de Comercialização (CC).

Na manhã desta quinta-feira (9), o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), participou da solenidade de Natal dos catadores e aniversário de 01 ano do Complexo Integrado de Reciclagem do Distrito Federal (CIR/DF), localizado na Cidade Estrutural. Com investimentos de R$ 21 milhões, a iniciativa gerou mais de 750 postos de trabalho.

“A gente vê o resultado do trabalho, investimento. Você passa ao lado da rodovia e não imagina que o sonho de tantas pessoas esta sendo realizado. É uma alegria poder unir esforços, todos que compõe o sistema de cooperativas, ver uma realização como essa, e saber o quanto vocês trabalham com dignidade. Desejo um feliz natal, um feliz 2022 e que vocês continuem lutando pelo pão de cada dia”, disse Ibaneis Rocha.

O complexo ocupa uma área de 80 mil m² na Cidade Estrutural e compreende duas centrais de triagem e reciclagem (CTRs) e uma Central de Comercialização (CC).

Presente no evento, a primeira-dama da capital, Mayara Noronha Rocha lembrou da importância da reutilização do lixo para as famílias e para o mundo. “Todo o lixo que acumulamos cresce 90% ao ano. Temos a responsabilidade de falar que a profissão de vocês não é importante pra família de vocês mas para todos nós. Não existe ‘jogar fora’, se não tivermos profissionais assim a gente não consegue proteger o meio ambiente”, afirmou.

De acordo com a assessoria de comunicação do Governo do Distrito Federal (GDF), a obra foi executada pela Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap), sendo o contrato com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) administrado pela Secretaria de Meio Ambiente (Sema). Já o Serviço de Limpeza Urbana (SLU) é responsável pela gestão compartilhada do CIR com a Sema, a Central das Cooperativas de Materiais Recicláveis do DF (Centcoop) e as associações de catadores que vão atuar no local.

E como funciona o Complexo de Reciclagem?

As centrais de triagem, de 2,8 mil m² cada, recebem os resíduos que vêm da coleta seletiva. Nelas, o material é separado, classificado, pesado, prensado e então transportado para a central de comercialização, onde ocorrem o beneficiamento, estocagem e comercialização.

Já a Central de Comercialização de Materiais Recicláveis receberá o material pré-selecionado para beneficiamento dos materiais advindos das centrais de triagem e das cooperativas participantes no projeto como a Flor do cerrado, Construir, Catagua, Renove, Recicla Mais, entre outras.

Blogdopa o jornalismo verdade.