Blogdopa | Após novo reajuste da gasolina, postos em Brasília têm filas gigantes

0
95

Petrobras anunciou novos reajustes nos preços da gasolina e do diesel vendidos às distribuidoras nesta segunda-feira (25/10).

A corrida contra o aumento do preço nas bombas de combustíveis ganhou outro capítulo para o motorista brasiliense. Nesta segunda-feira (25/10), a Petrobras anunciou novos reajustes nos preços da gasolina e do diesel vendidos às distribuidoras e grandes filas se formaram em postos no Eixinho.

Respectivamente, os valores dos combustíveis devem ter aumento de 7,04% e 9,15%. Esta é a segunda alta da gasolina somente em outubro, e a 11ª no ano. Em relação ao diesel, é o 9º aumento em 2021.

O professor Roberto Vieira, 64 anos, ficou 55 minutos na fila para conseguir um preço melhor e não se arrependeu. “Estava procurando um preço que compensasse. Saí do Sudoeste e fui rodando até parar na Asa Norte”, conta.

Conforme conta, o tanque cheio com o preço mais em conta veio em boa hora, tendo em vista que ele pretende viajar para Goiânia (GO) nesta semana. “Fiz a conta e economizei cerca de R$ 25. Só isso já dá para pelo menos pagar os pedágios e um lanche no caminho”, diz.

O técnico de TI João Victor Leite, 23, diz que ficou 1h25 na fila. Morador do Gama, ele trabalha no fim da Asa Norte e resolveu abastecer antes de voltar para casa. “Todo dia ando 80 quilômetros na ida e volta. Estou gastando na media uns R$ 100 a R$ 130 de gasolina por semana. Qualquer preço melhor vale a pena ir atrás”, destaca.

Na última sexta-feira (22/10), o preço da gasolina comum já ultrapassou a barreira dos R$ 7 nos postos do Distrito Federal. O repasse dos reajustes anunciados para esta terça-feira pela Petrobras já é esperada nas bombas.

Entre 17 e 23 de outubro, o preço médio cobrado no DF foi de R$ 6,58 segundo a Agência Nacional do Petróleo (ANP). Os valores variaram de R$ 6,42 a R$ 6,99.

O Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis do DF (Sindicombustíveis-DF) ressaltou que a Petrobras informou que não terá produto suficiente para o mercado já a partir de novembro.

Por enquanto, as distribuidoras têm cotas até o final de outubro, mas a partir do mês seguinte, a falta de estoques pressionará um aumento nas bombas, seja pela falta ou pela importação.

Confira os preços (R$) do litro de gasolina comum em oito postos de combustíveis antes do reajuste de preços:

  • Posto Shell – Auto Volume (Águas Claras, Quadra 107) – R$ 6,79 – Não tem diferença entre débito e crédito
  • Posto Jarjour (Taguatinga) – R$ 6,39 no débito e R$ 6,49 no crédito
  • Posto BR / Mariana (Lago Norte) – R$ 6,69 – Não tem diferença entre débito e crédito
  • Posto Anões (Asa Sul – Quadra 315)- R$ 6,61 no pix, R$ 6,69 no débito e R$ 6,89 no crédito
  • Brasal Combutível (SIA – Perto da Feira dos Importados) – R$ 6,94 no débito e R$ 7,09 no crédito
  • Posto RPM (Samambaia) – R$ 6,49 no débito e R$ 6,59 no crédito
  • Posto Jarjour (Asa Sul, Quadra 210) – R$ 6,63 no programa fidelidade, R$ 6,68 – Não tem diferença entre débito e crédito
  • Posto Jarjour (Asa Norte, Quadra 206) – R$ 6,15 – Não tem diferença entre débito e crédito.

Blogdopa o jornalismo verdade.