Blogdopa, o Portal Alfa fogo das notícias, Homem é preso em flagrante por violência doméstica, injúria e ameaça

0
180
Após uma discussão o homem agrediu a companheira, com quem convivia há 9 anos e com quem teve dois filhos
Um homem de 28 anos foi preso em flagrante na noite desse sábado (3) por violência doméstica, injúria e ameaça. A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), por meio da 18ª Delegacia de Polícia, foi responsável pela ação. Segundo a corporação, os atos teriam ocorrido durante uma festa de aniversário de 3 anos de uma sobrinha do casal.
Após uma discussão o homem agrediu a companheira, com quem convivia há 9 anos e com quem teve dois filhos. Durante a discussão, ocorrida em um dos quartos da casa, o autor, após xingar e ameaçar a vítima de morte, a jogou na cama e desferiu diversos tapas em seu rosto, causando-lhe lesões em sua boca, ombro e pescoço

Ao ouvir os gritos de socorro da vítima, seus familiares foram até o quarto e conseguiram conter o agressor. A vítima, uma mulher de 24 anos de idade, relatou ainda que, há cerca de cinco meses, o comportamento do autor se alterou, tendo ele passado a ingerir maior quantidade de bebidas alcoólicas e ficado mais agressivo. Nesse período, ele teria agredido a vítima moral e fisicamente, por outras sete vezes oportunidades.
A vítima informou que não registrou ocorrência contra o autor anteriormente por acreditar que ele poderia mudar e deixar de lhe agredir, tendo ainda alegado que não contou sobre as agressões anteriores aos seus familiares por medo de causar uma confusão entre seu companheiro e os seus parentes. Após separarem a briga, os familiares da vítima a trouxeram para a delegacia para ela denunciar as agressões sofridas.V
Visando impedir que o registro da ocorrência fosse realizado, o autor os seguiu até a delegacia e tentou impedir que a vítima realizasse o registro da ocorrência. O irmão da vítima pediu socorro aos policiais de plantão, os quais perceberam a ação intimidatória do autor e o afastaram do local.
Após muita relutância, a vítima conseguiu tomar coragem para sair do veículo e informar os fatos ao delegado de plantão. Com muito medo da reação do autor, a vítima contou chorando o drama que estava vivendo e relatou as agressões sofridas. Disse temer que o registro da ocorrência policial não iria dar em nada e que o autor poderia querer se vingar da declarante.
Após o seu relato e da oitiva das testemunhas, o autor acabou preso pelos crimes de violência doméstica, lesão e injuria.  Foi arbitrada fiança no valor de R$ 2 mil, que não foi paga. O autor foi recolhido à carceragem da DCCP e está sujeito a uma pena de até 4 anos de prisão.
*Como e onde denunciar violência contra mulheres?
Em meio à pandemia ao novo coronavírus, a Secretaria de Secretaria de Segurança Pública do DF (SSP) tem canais de atendimento que funcionam 24 horas. As denúncias e registros de ocorrências podem ser feitos pelos seguintes meios:
Telefone 197
Telefone 190
E-mail: [email protected]
Whatsapp: (61) 98626-1197
Delegacias – que são consideradas serviço essencial – continuam funcionando normalmente. Trinta delas atendem em regime de plantão ininterrupto de 24h.
O DF tem duas Delegacias Especializada de Atendimento à Mulher (Deam), na Asa Sul e em Ceilândia, mas os casos podem ser denunciados em qualquer unidade.
O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT), também recebe denúncias e acompanha os inquéritos policiais, auxiliando no pedido de medida protetiva à Justiça.
Em casos de flagrante, qualquer pessoa pode pedir o socorro da polícia, seja testemunha ou vítima.
Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (DEAM)
Endereço: EQS 204/205, Asa Sul, Brasília
Telefones: (61) 3207-6195 e (61) 3207-6212
Delegacia de Atendimento Especial à Mulher (DEAM II)
Endereço: QNM 2, Conjunto G, Área Especial, Ceilândia Centro
Telefone: (61) 3207-7391
Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT)
Endereço: Eixo Monumental, Praça do Buriti, Lote 2, Sala 144, Sede do MPDFT
Telefones: (61) 3343-6086 e (61) 3343-9625
Prevenção Orientada à Violência Doméstica (Provid) da Polícia Militar
Contato: 3190-5291
Central de Atendimento à Mulher do Governo Federal
Contato: 180

 

O velho sábio e a fonte da PCDF

“Os homens estão tratando as mulheres, como um objeto em papel passado, onde na verdade ninguém é dono de ninguém, existem respeitos quando se vive um relacionamento, seja ele, nomaro ou conjugal.

Até quando as nossas guerreiras mulheres estarão vivendo estes episódios de crimes domésticos”.

Blogdopa, o portal alfa fogo das notícias ao seu alcance